Image: MIT Technology Review
Anuncie Aqui Branco Topo

Prezado leitor, aos poucos a realidade vai se firmando ao redor de todos. O choque econômico que a pandemia provocou estende-se muito além da crise de saúde pública. A máscara, sem dúvida, pode conter a propagação do vírus, mas não o choque que desencadeou, provocando a pior e mais rápida desaceleração econômica do mundo.

Enquanto isso, a sociedade perplexa, se apresenta desprotegida perante a ferocidade de políticos inescrupulosos que travam uma insana discussão entre saúde e economia, como se não fossem complementares. Todos parecem esquecer da causa primária. Em tal circunstância impossível não parafrasear James Carville, assessor de Bill Clinton, ao referir-se as questões econômicas de sua época, e que nos dias de hoje provavelmente se diria… é o vírus, estúpido!

Mesmo que a emergência de saúde diminua rapidamente e a política, como em um passe de mágica, desapareça, as economias internacionais e a brasileira em particular, enfrentarão grandes desafios durante anos, resultantes da ainda inexplicável pandemia.

Entretanto, é importante destacar que o quadro seria muito mais grave, não fossem as medidas emergenciais tomadas pelo governo federal para proteger as famílias e as empresas, mesmo considerando que tudo isso tem um custo que não pode e nem foi desprezado em um momento de emergência social.

Segundo publicação da Carta de Conjuntura de junho deste ano, vinculada ao Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA, a recuperação econômica poderá ampliar-se, em parte devido à adoção de um conjunto de medidas de preservação de renda, empregos e produção, implementados para atenuar os impactos da crise.

O Brasil, apesar das marchas e contramarchas, do oportunismo político e da partidarização de algumas redações, vai cumprindo o seu dever combatendo o vírus e suas demandas que parecem não se restringir à saúde das pessoas.

Passo a passo se vence o vírus, se derrota o pessimismo espalhado pela imprensa convencional, se retoma a economia e se comprova que tudo o que está acontecendo só tem um único e absoluto responsável que é o vírus e ponto.

It’s the Chinese Virus

Dear reader, little by little the reality becomes established around everyone. The economic shock caused by the pandemic extends well beyond the public health crisis. The mask, no doubt, can contain the spread of the virus, but not the shock it unleashed, causing the worst and fastest economic slowdown in the world.

Meanwhile, the perplexed society, presents itself unprotected before the ferocity of unscrupulous politicians who engage in an insane discussion between health and the economy, as if they were not complementary. Everyone seems to forget the primary cause. In such an impossible circumstance do not paraphrase James Carville, Bill Clinton’s aide, when referring to the economic issues of his time, which today would probably be said … it’s the virus, stupid!

Even if the health emergency decreases rapidly and the policy, as if by magic, disappears, the international economies and the Brazilian economy in particular, will face great challenges for years, resulting from the still unexplained pandemic.

However, it is important to highlight that the situation would be much more serious, were it not for the emergency measures taken by the federal government to protect families and businesses, even considering that all this has a cost that cannot and was not neglected in an emergency moment Social.

According to the June Charter of June of this year, linked to the Institute of Applied Economic Research – IPEA, the economic recovery may expand, partly due to the adoption of a set of measures to preserve income, jobs and production implemented to mitigate the impacts of the crisis.

Brazil, despite marches and counter-marches, political opportunism and partisanship in some newsrooms, is doing its duty by fighting the virus and its demands that seem not to be restricted to people’s health.

Step by step, the virus is overcome, the pessimism spread by the mainstream press is defeated, the economy is resumed and it is proved that everything that is happening has only one and the absolute responsible person, the virus and period.

José Roberto de Souza Dias  Two Flags Post Founder, Publisher & Editor-in Chief Journalist, Mtb 0083569 / SP/BR, Master in Economic History and PhD in Human Sciences at the University of São Paulo, Doctor Honoris Causa at the Faculty of Social Sciences of Florianópolis – Cesusc

 

 

 

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.