InícioBrazilAGORA É SAMBA!!! JURERE INTERNACIONAL NOW IT'S SAMBA!!!

AGORA É SAMBA!!! JURERE INTERNACIONAL NOW IT’S SAMBA!!!

sábado, junho 22, 2024

Lembre-se de comentar, curtir e compartilhar

 

JURERE INTERNACIONAL, AGORA É SAMBA!

 

Na região norte da Ilha de Florianópolis, especificamente em Jurerê Internacional, tem-se observado uma priorização do alargamento da praia em detrimento de questões mais urgentes. Este artigo visa destacar a gravidade dessa escolha, trazendo à tona um estudo recente que revela os impactos catastróficos do derretimento de gelo na Antártida.

A pesquisa, publicada na revista Nature Geoscience em 7 de fevereiro de 2024 e divulgada pela CNN EN ESPAÑOL, indica uma rápida perda de gelo na Antártida, conforme observado pelo glaciologista Eric Wolff, da Universidade de Cambridge, Inglaterra.

Por meio de pesquisas científicas de alto nível, evidencia-se uma redução significativa na camada de gelo antártico. Essa conclusão oferece uma visão crítica da velocidade com que o gelo derrete, contribuindo para o aumento do nível do mar.

A vulnerabilidade das localidades costeiras precisa ser considerada diante de intervenções como as que estão sendo realizadas em Jurerê Internacional.

É crucial observar o que está ocorrendo neste exato momento em outras partes do mundo, sujeitas aos efeitos devastadores de fortes chuvas resultantes dos chamados “rios atmosféricos”, também conhecidos como rios voadores ou rios aéreos.

Esses fluxos atmosféricos, muitos dos quais causados pelo descongelamento antártico, têm provocado inundações severas e deslizamentos de encostas em muitas localidades, principalmente nas áreas costeiras ocidentais do mundo, incluindo o sudeste da América do Sul e a costa oeste da América do Norte, como atualmente observado na Califórnia.

Os resultados dos estudos conduzidos pelo glaciologista Eric Wolff reforçam observações publicadas em trabalhos anteriores, alertando para os cuidados necessários em intervenções ambientais nas áreas costeiras do sudeste do continente sul-americano, onde está situada Florianópolis.

Portanto, é imperativo abordar as questões climáticas de forma proativa. Ignorar tais informações pode resultar em consequências desastrosas para a comunidade e o meio ambiente local.

É importante ressaltar que não se trata aqui de uma abordagem ideológica, como é comum entre os defensores do eco desenvolvimento, mas sim de um alerta rigoroso sobre o alargamento de praias em épocas eleitorais, onde a visibilidade das obras ganha importância sobre outras questões urgentes, como o saneamento básico, cujas obras ocorrem abaixo da superfície, e a construção de hospitais, que demanda anos para ser concluída

Não é necessário fazer um grande esforço para entender a razão da pressa em alargar uma praia com muita visibilidade na midia.

Este é um ano eleitoral, e os candidatos, inclusive os em busca de reeleição, estão cientes da Lei 9.504/1997, art. 77, que proíbe a inauguração de obras três meses antes do pleito, sob pena de cassação das candidaturas. Assim, julho é o limite, e para permanecer dentro da legalidade, as obras precisam ser concluídas antes desse prazo.

Moradores, turistas e trabalhadores de praia, que se conformem, a draga funciona 24 horas por dia, a areia grossa vai sendo espalhada e pelas pás dos tratores os banhistas vão sendo empurrados para outra ponta da praia de Jurere.

 Afinal, a administração pública está cumprindo sua prioridade: o crucial alargamento de uma praia badalada, que, segundo os relatos, será inaugurado em abril, antes do prazo estipulado.

 Não restam dúvidas, apenas certezas: o hospital na região norte da ilha não será construído, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) continuará lotada, as estradas continuarão incapazes de suportar o tráfego, o transporte público marítimo privado de qualidade permanecerá como um sonho de verão, assim como o monotrilho, os banheiros públicos nas praias talvez só sejam uma realidade na próxima temporada, assim como o aumento da fiscalização e do policiamento. O problema do esgoto continuará invisível, apenas sentido pelo cheiro, e os prejuízos dos turistas e vendedores de praia no atual verão não incomodam tanto, pois a maioria não vota aqui. Mas a praia de Jurerê estará bela para o próximo verão, mas rendendo prestigio imediatamente!

Como uma antiga manchete do Estadão já dizia, AGORA, É SAMBA

Remember to comment, like and share

NOW IT’S SAMBA!

In the northern region of Florianópolis Island, specifically in Jurerê International, there has been a prioritization of beach expansion over more urgent matters. This article aims to highlight the severity of this choice, bringing to light a recent study revealing the catastrophic impacts of Antarctic ice melting.

The research, published in the journal Nature Geoscience on February 7, 2024, and reported by CNN EN ESPAÑOL, indicates a rapid loss of ice in Antarctica, as observed by glaciologist Eric Wolff from the University of Cambridge, England.

Through high-level scientific research, a significant reduction in the Antarctic ice sheet is evidenced. This conclusion offers a critical insight into the speed at which ice is melting, contributing to sea-level rise.

The vulnerability of coastal areas needs to be considered in the face of interventions such as those being carried out in Jurerê International.

It is crucial to observe what is happening at this very moment in other parts of the world, subject to the devastating effects of heavy rains resulting from so-called “atmospheric rivers,” also known as flying rivers or aerial rivers.

These atmospheric flows, many of which are caused by Antarctic melting, have caused severe flooding and landslides in many locations, mainly in western coastal areas of the world, including southeastern South America and the west coast of North America, as currently observed in California.

The results of studies conducted by glaciologist Eric Wolff reinforce observations published in previous works, warning of the necessary care in environmental interventions in the coastal areas of the southeastern South American continent, where Florianópolis is located.

Therefore, it is imperative to address climate issues proactively. Ignoring such information may result in disastrous consequences for the community and the local environment.

It is important to note that this is not an ideological approach, as is common among advocates of eco-development, but rather a rigorous warning about beach expansion during election periods, where the visibility of works gains importance over other urgent issues, such as basic sanitation, whose works take place below the surface, and the construction of hospitals, which takes years to complete.

There is no need to make a great effort to understand the reason for the rush to widen a beach with much media visibility.

This is an election year, and candidates, including those seeking reelection, are aware of Law 9.504/1997, article 77, which prohibits the inauguration of works three months before the election, under penalty of candidature revocation. Thus, July is the limit, and to remain within legality, the works need to be completed before this deadline.

Residents, tourists, and beach workers, they should resign themselves; the dredge operates 24 hours a day, the coarse sand is spread, and by the shovel of the tractors, bathers are pushed to another end of Jurerê beach.

After all, the public administration is fulfilling its priority: the crucial widening of a trendy beach, which, according to reports, will be inaugurated in April, before the stipulated deadline.

There are no doubts, only certainties: the hospital in the northern region of the island will not be built, the Emergency Care Unit (UPA) will remain crowded, the roads will continue to be unable to support traffic, quality private maritime public transportation will remain a summer dream, as will the monorail, public bathrooms on the beaches may only be a reality next season, as will the increase in surveillance and policing. The sewage problem will remain invisible, only felt by the smell, and the losses of tourists and beach vendors this current summer do not bother so much, as most do not vote here. But Jurerê beach will be beautiful for the next summer, instantly earning prestige! As an old headline from Estadão once said, NOW, IT’S SAMBA…

 

ChatGPT pode cometer erros. Considere verificar informações importantes.

 

 

 

José Roberto Souza Dias, PhD
José Roberto Souza Dias, PhDhttp://twoflagspost.com
Fundador, editor e editor-chefe do Two Flags Post Jornalista, Mtb 0083569/SP/BR, Mestre em História Econômica e Doutor em Ciências Humanas pela Universidade de São Paulo, Doutor Honoris Causa pela Faculdade de Ciências Sociais de Florianópolis - Cesusc /// Founder, editor, and editor-in-chief of the Two Flags Post Journalist, Mtb 0083569/SP/BR, Master's in Economic History, and Doctorate in Humanities from the University of São Paulo, Honoris Causa Doctorate from the Faculty of Social Sciences of Florianópolis - Cesusc.

Artigos Mais Recentes

Opioides: A Epidemia Legalizada – Opioids: The Legalized Epidemic

Atenção este tema é muito grave : Leia o texto, assista o video: comente,...

A Armadilha Invisível: Como os Primeiros Passos Podem Conduzir ao Vício. – The Invisible Trap: How Initial Steps Can Lead to Addiction

A recente condenação de Hunter Biden, filho do presidente americano Joe Biden, por mentir...

Líderes ou Crises: Quem Comanda o Amanhã ? Leaders or Crises: Who Commands Tomorrow?

Comente, curta e compartilhe Vivemos em um mundo interconectado onde desafios globais como crises econômicas,...

Ibirapuera Millennium Complex

Comente, curta e compartilhe   É necessário ter firmeza para aceitar o que se esgotou,...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui


Mais como isso

00:17:22

Opioides: A Epidemia Legalizada – Opioids: The Legalized Epidemic

Atenção este tema é muito grave : Leia o texto, assista o video: comente,...

A Armadilha Invisível: Como os Primeiros Passos Podem Conduzir ao Vício. – The Invisible Trap: How Initial Steps Can Lead to Addiction

A recente condenação de Hunter Biden, filho do presidente americano Joe Biden, por mentir...

Líderes ou Crises: Quem Comanda o Amanhã ? Leaders or Crises: Who Commands Tomorrow?

Comente, curta e compartilhe Vivemos em um mundo interconectado onde desafios globais como crises econômicas,...

Novidades