Imagem: Nasa Milky Way Galaxy

 

 

 

 

 Pesquisadores do INPE, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais e de outras instituições do exterior estudaram 53 estrelas semelhantes ao sol  situadas em diversos pontos da Via Láctea. Mediram as massas, as idades e a composição química desses 53 sois. Estudaram à  seguir  a existência de planetas rochosos, com placas tectônicas, girando em torno desses sois.

É sabido que planetas onde há movimento de placas tectônicas, há possibilidade de gerar gases,  o que torna possível a existência de vida em sua superfície. A vida existe na terra por ela ser um planeta vivo, ativo, com terremotos e vulcões e liberação de gases que formam a atmosfera terrestre.  Verificaram que há condições geológicas favoráveis à existência de vida nesses planetas, situados em outros sistemas solares da galáxia..

E esclareceram que a vida pode ter se originado nesses exoplanetas em qualquer época da evolução da Via Láctea.

Não estamos sozinhos no Universo…

Há muitas moradas na casa de Meu Pai, disse Jesus.

*Agencia Fapesp/MNRA

Imagem: Nasa Milky Way Galaxy