Photo Joe Bob, mesmo com chuva o sucesso foi total.

No exato momento em que escrevo esta matéria os competidores da 20ª edição do Ironman Brasil estão nas ruas desafiando a chuva mostrando para todo o mundo os benefícios do esporte, na construção de uma sociedade sadia e forte.

As provas estão ocorrendo neste domingo, 29 de maio, na cidade de Florianópolis, capital do Estado de Santa Catarina, no sul do Brasil. Aqui se vive o Outono, época de temperaturas amenas e, portanto, propícias para um esporte de alta performance, como os das provas de triatlo, que valem vagas para o Ironman World Championship 2022.

As provas acontecem no moderno bairro de Jurere Internacional desde às 6h40 e reúnem 2.203 atletas de 34 países, divididos nas categorias Elite e Faixa Etária, que enfrentarão 3,8km de natação, 180km de ciclismo e 42,1km de corrida.

Hoje o Ironman Brasil já ocupa uma posição de destaque no quadro esportivo mundial, funcionando como um imã na atração da juventude para a prática de uma vida saudável.

A repercussão internacional do Ironman Brasil atrai um número crescente de esportistas de renome da modalidade, o que resulta em intercambio técnico e possibilita aos triatletas brasileiros participarem de grandes eventos internacionais.

Nem os obstáculos causados pela pandemia foram capazes de interromper o fluxo crescente de jovens interessados na prática desse esporte referência. Os números   mostram a verdade absoluta desse fato: em 2001 foram 476 concorrentes e agora a cifra nada desprezível de 2.200 participantes.

Depois de dois anos de competição suspensa por motivos sanitários, os atletas voltaram à esse grande torneio com a vitória de dois brasileiros: Reinaldo Colucci e Pâmella Oliveira.

O triatleta ocupa essa posição pela nona vez e levou 7 horas e 48 minutos para fechar o circuito e a triatleta e fica no pódio da competição. A competidora feminina levou 8 horas e 54 minutos para alcançar sua expressiva vitória.

Apesar da chuva persistente, o público acompanhou entusiasmado todas as etapas e mais uma vez Jurerê demonstrou porque ostenta o merecido título de Internacional.