A visão do planeta Terra está mudando  completamente desde o lançamento do telescópio Hubble em 1990 . Gerador de imagens do espaço profundo, este equipamento projetado  pela NASA, coleta luz, amplia imagens e revoluciona o conhecimento acumulado desde a  invenção do telescópio por Galileu em 1609.

Quando na escola, aprendia-se que no espaço existiam galáxias, como a Via Láctea, onde se encontra o nosso sistema solar, constituído de planetas que giravam em torno do sol e que haviam nebulosas e buracos negros. E isso  era quase tudo!

Com o Telescópio Hubble assiste-se a ampliação desse quadro e  muitas  verdades caíram por terra. O mistério que cercava as nebulosas foi sendo desvendado enquanto as imagens do Hubble revelavam tratar-se  simplesmente  de galáxias!!!!

A cada dia  vai-se descobrindo quanto o antigo e conhecido universo é pequeno diante de tantos aglomerados que surgem nas imagens obtidas pelo fabuloso equipamento.  E são tantas  as  galáxias formadas por estrelas como o  sol, isto é sistemas solares com inúmeros planetas girando ao seu redor em orbitas circulares ou elípticas, muito maiores e menores, mais densas e mais etéreas que vão surgindo  diante das telas e que  deslumbram os olhos dos cientistas de hoje, como outrora maravilhavam os olhos dos pastores nas noites claras da antiguidade. Criações do Grande Arquiteto do Universo que vão se descortinando aos olhos humanos à medida que a tecnologia avança!!!!