Photo: Pinhão Nutrição Prática - Benefícios do Pinhão

Julho, o mês das férias, não se pode deixar de falar do pinhão. É uma semente da Araucária Angustifolia, árvore que cresce nas florestas do sul do Brasil, principalmente nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O pinhão se forma dentro da pinha fechada, que vai se abrindo aos poucos e liberando as sementes.

É um alimento bastante energético e devido a sua composição importante para a saciedade. Rico em carboidrato de baixo índice glicêmico e em fibras, além de gorduras monoinsaturadas contribui para o bom funcionamento intestinal.

Famoso pelo valor calórico, em cada 100 gramas de pinhão temos 174 calorias, o que o torna um bom alimento para uma refeição intermediária ou até mesmo como pré-treino, pois ele tem grande quantidade de carboidratos (44 gramas de carbo em 100 gramas do alimento) com capacidade de liberação lenta de glicose para as células, mantendo esta energia disponível durante o período de exercício.

O pinhão contém minerais e vitaminas antioxidantes como vitaminas do complexo B e vitamina C, cálcio, zinco, fósforo, magnésio. Ainda possui proteínas e as já citadas tão benéficas gorduras monoinsaturadas.

Além disso, o pinhão tem luteína, importante antioxidante que auxilia na saúde dos olhos, evita a degeneração macular e diminui os riscos de catarata.

Esta junção de todos os nutrientes que o compõem torna o pinhão um bom alimento para fadiga muscular, prevenção de doenças cardiovasculares, controle de glicemia e de colesterol, além de prevenir o envelhecimento precoce.

Ainda é importante ressaltar a sua participação em nutrir as células do sistema nervoso central, auxiliando na memória e raciocínio rápido.

In
Nutrição Prática – Benefícios do Pinhão
www.twoflagspost.com