Presidente Jair Bolsonaro vitima de um grave atentado politico que quase o levou a morte, teve alta do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, e já está no Palácio da Alvorada em Brasília, residência oficial da Presidencia da Republica, com recomendação médica para permanecer em repouso até o próximo final de semana.

O crime foi praticado por Adélio Bispo de Oliveira, 40 anos, natural de Montes Claros, Minas Gerais, ex militante do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) agremiação de esquerda fundada em junho de 2004.

O criminoso apesar de não possuir recursos, foi socorrido por uma das mais caras bancas de advocacia de Minas Gerais. A sociedade brasileira indignada exige das autoridades o esclarecimento minuscioso do fatos.

Esses acontecimentos serviram  para revelar a figura incrível de uma Primeira Dama que, como um anjo da guarda, ficou ao lado do Presidente nos momentos mais difíceis.

Brasília 13/02/2019 17h09

Imagem: reprodução/Isto É/Extra