No momento em que o Brasil ensaiava seus primeiros passos para sair da enorme recessão economica à que foi levado pelos governos petistas de Lula e Dilma e eis que os brasileiros são abalados por mais uma nova e grave denuncia de corrupção. Desta vez envolvendo a JBS S.A., empresa brasileira de Goiás, fundada em 1953 e considerada um dos maiores conglomerados da indústrias de alimentos do mundo.

A companhia opera no processamento de carnes bovina, suína, ovina e de frango e no processamento de couros. Além disso, comercializa produtos de higiene e limpeza, colágeno, embalagens metálicas, biodiesel, entre outros. Seus negócios são divididos em três unidades: JBS Mercosul, JBS Foods e JBS USA, que inclui as operações de bovinos nos EUA, Austrália e Canadá, suínos e aves nos EUA, México e Porto Rico.

O empresário Joesley Batista, presidente da holding, em delação premiada, informou que o Presidente da República, Michel Temer, estimulou o pagamento de propina ao ex-deputado federal Eduardo Cunha, do seu partido, PMDB, que está preso pela Operação Lava Jato, como forma de mantê-lo em silêncio. Segundo o Jornal o Globo, a Procuradoria da Republica possui o audio dessa conversa, o que torna toda a situação eminentemente sensível.

Em virtude do agravamento da crise política, o Supremo Tribunal Federal autorizou a abertura de um inquérito contra o presidente Michel Temer (PMDB), que foi acusado pelo empresário Joesley Batista, em delação premiada, de ter estimulado o pagamento de propina ao ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB), preso na Operação Lava Jato, como forma de mantê-lo em silêncio.

O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo, aprovou o pedido feito pela Procuradoria-Geral da República de analisar o envolvimento do Presidente da República . Com isso, Temer, passou a ser formalmente investigado na operação que apura o maior escândalo de corrupção e lavagem de dinheiro da História do país.

A crise brasileira ganha contornos de gravidade nunca antes presenciado na Republica, o que faz que alguns analistas afirmem que para resolver o problema só falta chamar o Batman.

Gostou, compartilhe com seus amigos.