Na manhã de 05 de julho ocorreu uma homenagem inédita ao soldado Mário Kozel Filho, no Comando Militar Sudeste, em S. Paulo. Há 50 anos, o VPR (Vanguarda Popular Revolucionária) de Dilma Roussef, atacou o Quartel General do 2º Exército, ceifando a vida deste jovem, na melhor fase de sua juventude.

Esta homenagem é absolutamente correta, mas também é um recado à sociedade civil de que a tolerância com os desmandos dos últimos acontecimentos políticos está chegando ao final.

Não é mais possível ver a suprema corte do país em frangalhos, gastando todo o seu tempo em função de um ex-presidente condenado e soltando outros criminosos que compõe a mesma quadrilha sem quaisquer justificativas plausíveis. E espantem, não existem mecanismos que impeçam a ação destes doutos.

Advertisement

Pior ainda é que brevemente o Sr. Dias Toffoli assumirá a presidência do STF. Na melhor forma de direito, este senhor deveria ser impedido de exercer a sua função, uma vez que tem um relacionamento forte com o Sr.Lula, foi Advogado Geral da União em seu período de governo e assessor direto de José Dirceu, ambos condenados em segunda instância pela Operação Lava Jato.

Entretanto, os patriotas ficam consolados ao saber que a instituição mais respeitada do país saberá agir de forma a impedir o caos.

Basílio Garcia Rosa /Two Flags Post Social Editor, consultor – SP, Brasil

Facebook Comments

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here